FANDOM


O Capítulo 38 é intitulado "Tripulação Pirata".

CapaEditar

Chapéus de palha e animais: os piratas do chapéu de palha chamam algo enquanto uma cabra está comendo seus mapas.

Resumo curtoEditar

Kuro, deitado no chão após o golpe de Luffy, levanta-se e é aplaudido por sua equipe. Kuro ataca eles, dizendo que ele vai matar todos, até Jango, uma vez que ele termine o seu serviço. Na floresta, Jango está tentando hipnotizar Kaya quando ele é emboscado pelos Piratas Usopp. Jango luta contra eles, mas o barulho traz Zoro e Usopp correndo. Enquanto isso, Kuro continua sobre como sua equipe deve morrer para que seu plano seja completo. Luffy o soca e insulta-o, fazendo com que Kuro execute uma técnica que o faça atacar tudo de forma indiscriminada.

Resumo longoEditar

No litoral, Kuro está deitado no chão depois que Luffy quebrou uma das suas Garras de Gato. Ele se levanta, os Piratas Black Cat encorajam Kuro a matar Luffy e chamam pelo seu nome real e não seu nome falso, que eles lembram que ele lhes disse para não chamá-lo de Kuro. Kuro diz-lhes para calar a boca, ele já planeja matar a equipe, incluindo Jango, uma vez que seu plano fosse bem sucedido.

De volta à floresta, Jango está tendo dificuldade em hipnotizar Kaya. Ela se recusa a abrir os olhos. Os Piratas Usopp (menos Usopp) estão fingindo estar dormindo para parecer que já foram hipnotizados. Quando ela se recusa, ele tenta forçá-los a abrir os olhos, os Piratas Usopp o atacam, jogando pimenta em seus olhos e chutando-o na virilha. Quando Jango se recupera, Kaya e os outros partiram. Enquanto Jango percorre a floresta, procurando por eles, eles o emboscam. Zoro e Usopp ouvem suas vozes na floresta e vão verificar o barulho. Os Piratas Usopp continuam seu ataque contra Jango, que joga Tamanegi em uma árvore enquanto ele luta.

De volta ao litoral, Kuro explica que as coisas seriam mais realistas se alguns dos membros da equipe morressem aqui e que ele planejava não deixar a vida de sua equipe dês do começo. A fim de eliminar o nome de Kuro, não só o plano dele deve ser bem-sucedido, mas sua equipe também deve morrer, para que não haja mais ninguém que saiba que ele ainda está vivo. Enquanto Luffy fala sobre as idéias de Kuro, Kuro respondendo diz mais sobre as opiniões de sua própria equipe dizendo que em uma verdadeira frota de piratas, todos os membros são peões para o capitão e sempre devem seguir ordens sem importar o sacrifício. Luffy afirma que Kuro não pode vencer o Usopp, mesmo com o número de membros da tripulação que ele possui. Kuro, inspirado pelo pensamento, pergunta por que Luffy acha isso. Depois de atacar Kuro, Luffy afirma que ele não sabe o que é um verdadeiro pirata.

Após o golpe e a observação de Luffy, Kuro diz a Luffy que ele o insultou e afirma que ele irá mostrar-lhe o que é um pirata. Kuro faz uma estranha posição, ao ver isto os Piratas Black Cat entram em pânico. Cada um deles imploram para não usar esse movimento enquanto Luffy, sem ideias, observa.

A bordo do navio Black Cat Pirates, Nami com o tesouro da tripulação, imagina se a luta acabou. De repente, a tripulação começa a ser cortada, o que Luffy não consegue descobrir como Kuro passou por ele tão rápido. A tripulação afirma que Kuro não vai parar essa técnica até que ele fique cansado e não faz uso de tentar convencê-lo. Luffy está irritado com a visão de Kuro cortando sua própria equipe, muito para espanto de Nami.

CuriosidadesEditar

Nota do CapítuloEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.