FANDOM


O Capítulo 831 é intitulado "Aventura na Floresta Misteriosa".

Capa Editar

Dos Conveses do Mundo: O Arco do Homem de 500 Milhões Vol. 21: "Rusukaina - Nosso querido chefe, há muito tempo não o víamos".

Margaret mostra o novo cartaz de procurado de Luffy às feras de Rusukaina.

Resumo Curto Editar

Depois de chegarem na costa sudoeste da Ilha Whole Cake, Pedro e Brook separam-se do resto da equipe de resgate de Sanji para ir atrás da Poneglyph do Caminho de Big Mom.

Enquanto isso, Luffy, Nami, Chopper, e Carrot desembarcam na costa. Depois que Luffy acha que viu Sanji, seu grupo corre para a floresta cheia de doces, onde encontram novos perigos.

Resumo Longo Editar

Na costa sudoeste da Ilha Whole Cake, Luffy e Carrot ficam animados quando o Submarino Tubarão  III emerge do Canal 3. Dentro dele estão Pedro e Brook, e Pedro pede desculpas a Luffy por ter que levar Brook em sua busca, mas Brook diz que ele deve ser capaz de ajudar no roubo da Poneglyph do Caminho de Big Mom fazendo sua alma sair do corpo, o que assusta Carrot. Luffy despede-se de Pedro e de Brook e diz que eles estarão esperando no mesmo lugar depois de se encontrarem com Sanji e Purin, e Pedro diz para todos serem cautelosos e lhes lembra da mensagem de Pekoms. O Submarino Tubarão III submerge e Pedro e Brook pilotam através de um rio para o castelo de Big Mom, indo para o fundo para evitar serem detectados.

Luffy fica animado para se aventurar na Ilha Whole Cake, e chama por Sanji e Purin. Nami pergunta a Luffy se realmente ele os tinha visto, e Luffy diz que sim,enquanto Chopper e Carrot afirmam que o chão é feito de merengue. Luffy sobe em uma colina e diz que viu Sanji e Purin naquele lugar, mas que tinham desaparecido quando ele brevemente desviou o olhar. De repente, Luffy vê Sanji encostado em uma árvore, e ele, Carrot, e Chopper correm em direção a ele. No entanto, Nami não vê Sanji lá e pergunta o que seus colegas de tripulação estavam fazendo. Luffy, Chopper, e Carrot ficam instantaneamente encantadso com a floresta na frente deles, que é feita inteiramente de doces, e chamam por Sanji. Nami decide acreditar que eles tinham visto Sanji, mas se pergunta por que ele estaria se escondendo deles. Luffy, Chopper, e Carrot decidem se separar e procurar Sanji, embora eles fiquem mais interessados ​​nos doces em seus caminhos, e Nami diz para pararem. Luffy diz a ela que eles devem seguir seus instintos, mas Nami questiona seus motivos e diz que eles iriam procurar por Sanji juntos. Enquanto andam em uma ponte, Luffy, Chopper, e Carrot continuam distraídos pelos doces, e Nami os repreende novamente. Ela lembra a seus colegas de tripulação que eles estão em território inimigo e que devem voltar se não encontrarem Sanji logo, desiludindo-os. No entanto, o trio continua distraído pelos doces e, Nami grita com eles novamente quando um crocodilo gigante salta na direção deles com a boca aberta.

A equipe mal atravessa a ponte e o crocodilo gigante a destrói com sua mordida. Chopper pergunta a Luffy se eles devem lutar contra o crocodilo, mas Luffy diz que não há necessidade, pois o crocodilo, que está usando um chapéu-coco e suspensórios, observa em voz alta que eles são apenas seres humanos. Em seguida, ele se afasta andando sobre duas pernas, fazendo Luffy ficar bravo, perguntando ao crocodilo se ele queria comer algo melhor, Nami o estapeia e diz que esse não é o problema. Nami diz a equipe que o fato do crocodilo estar vestido e falar era esquisto e perigoso, e Luffy fica confuso e pergunta a ela se ela ainda leva susto com essas coisas, gesticulando para Chopper e Carrot atrás dele. Nami então sugere que é melhor esperar na costa. De repente, Luffy vê outra versão de si mesmo, o que choca seus colegas de tripulação. Os dois Luffys perguntam quem o outro é, ao mesmo tempo, fazendo os mesmos movimentos e expressões. Eles começam a dizer a mesma coisa um para o outro, espelhando as ações suas ações como um reflexo. Chopper e Nami ficam confusos sobre o que está acontecendo, e Carrot vê Sanji deitado em um galho de árvore. A equipe de resgate de Sanji chama por ele, dizendo que eles vieram busca-lo e perguntam a localização de Purin. Luffy vai até Sanji, mas acaba trombando na sua outra versão, levando-os a entrar em uma briga , até que Chopper vê Sanji fugndo novamente. Os dois Luffys dizem aos outros para irem atrás Sanji enquanto eles continuam lutando, combinando cada golpe e perguntando um ao outro sua identidade.

Enquanto perseguem Sanji, Nami, Chopper, e Carrot encontram um homem grande enterrado até o pescoço no chão, e todos se assustam. Eles perguntam ao homem sobre quem o enterrou, e ele revela que ele está enterrado porque ele gosta. O homem pede que eles lhe deem suco, fazendo Chopper ficar enfurecido com sua insanidade, Nami puxa Chopper afastando-o do homem enterrado e os aconselha a procurar por Sanji. O homem oferece compartilhar a localização de Sanji em troca de suco de maçã, mas a equipe é subitamente atacada por um coelho montado em um grande pássaro usando uma lança, que corta algumas árvores antropomórficas. Completamente perplexos com a loucura da floresta, Nami tenta convencer os outros avoltar, dizendo que se Sanji estava realmente lá ele não iria ficar de braços cruzados enquanto as coisas aconteciam. No entanto, suas bússolas e relógios começam a girar e o Bosque da Sedução ganha vida, com a intenção de bloquear a saída dos piratas e jogar um jogo da morte.


Referências Rápidas Editar

Notas do Capítulo Editar

  • Brook e Pedro separaram-se da equipe de resgate de Sanji para se infiltrarem no palácio de Big Mom e adquirir uma cópia de sua Poneglyph do Caminho.
  • Luffy, Nami, Chopper, e Carrot entram em um lugar chamado Bosque da Sedução.
  • Eles foram atraídos por algo que se parece com Sanji.
  • Luffy encontra e luta contra uma duplicata de si mesmo.
  • Nami e Carrot são atacadas por aquilo que parece ser um Mink Coelho. A Silhueta desse mink foi vista no capítulo 827.

Personagens Editar

Piratas Cidadãos
Piratas do Chapéu de Palha
Zou

Amazon Lily
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.