FANDOM


O Incidente de Ohara é o evento que aconteceu vinte e dois anos atrás. Iceburg foi o primeiro a mencioná-lo,[1] mas Robin disse a ele que ele não sabia nada sobre isso.[2] Este evento ocorreu em Ohara no West Blue. Este é o lugar onde Nico Robin nasceu e viveu por oito anos. Este evento explica quem é Robin.[3]

Origem Editar

Ao final de Século Perdido, o Governo Mundial proibiu a investigação de Poneglyph. Devido a isso, incontáveis pessoas que tentaram estudar sobre o Século Perdido, foram assassinadas.Ohara foi um lar de arqueólogos que pesquisavam sobre o Século Perdido que acreditavam ter conseguido escapar dos olhos do Governo Mundial.

Em 1496, seis pessoas, juntamente com Nico Olvia, foram em uma jornada para completar o trabalho de seu falecido marido de estudar o Século Perdido.[4] No entanto, depois de seis anos, Olvia e seu grupo foram capturados pelos marinheiros. Todos os arqueólogos foram mortos, menos Olvia. Os marinheiros olharam as identidades deles e viram que eram de Ohara.

Devido a isso, o Governo Mundial decidiu que eles teriam que destruir Ohara com um Buster Call. O Almirante Sengoku ordenou que o vice-almirante Jaguar D. Saul fosse um dos cinco vice-almirantes para liderar o Buster Call. No entanto, Saul não concordava com ele e, depois de falar com ela, libertou Olvia da Marinha e fugiu. Saul rapidamente naufragou em uma tempestade e coincidentemente derivou para Ohara. Robin então encontrou Saul, que acorda sem saber onde estava, e ele se torna amigo de Robin, que acaba por ser a filha de Olvia.

Eles logo se tornaram amigos. Robin roubava pão e geleia para alimentar Saul. Antes de partir, ele perguntou onde ele estava e Robin respondeu que era Ohara. Isso chocou Saul e ele entrou em pânico, dizendo a Robin que navios de guerra da Marinha estavam indo para Ohara e ele tinha que alertar isso aos habitantes. À primeira vista, Robin pensou que ele estava mentindo, mas ele disse a ela que ele estava dizendo a verdade já ele era marinheiro. Chocada, Robin fugiu enquanto continuava em pânico.[5]

Enquanto isso, Olvia chegou à Árvore do Conhecimento, e tentou avisar a todos que os marinheiros estavam vindo, e disse-lhes que tinham que sair, mas Clover se recusou a sair, dizendo que os livros eram seus tesouros e os arqueólogos iria protegê-los. Olvia em seguida, viu a CP9 chegando na costa e decidiu resolver as coisas com suas próprias mãos. Ela pegou um rifle e fugiu para onde estava a CP9, passando sem perceber por Robin , que estava correndo para a Árvore do Conhecimento, passando uma pela outra.[5]


Olvia chegou no local onde a CP9 estava e tentou para-los, atirando na manga do casaco de Spandine. Olvia tentou dizer-lhes que ela era responsável por suas ações e Ohara não estava envolvido nisso. Spandine disse a ela que seus esforços eram inúteis, e Ohara ia ser destruída, para grande choque de Olvia. Spandine então ordenou que Laskey e um agente não identificado derrubassem Olvia, utilizando o Rokushiki.

Enquanto isso, Robin chegou à Árvore do Conhecimento e tentou avisar a Clover e os outros, mas eles se recusaram a sair. De repente, a porta se abriu e os agentes invadiram, dizendo a todos para saírem. Eles começaram a revistar a biblioteca para grande choque dos estudiosos. Clover tentou argumentar com eles, mas um dos agentes disse para o arqueólogo não lhe dizer como fazer o seu trabalho.

Eventualmente, os agentes encontraram um porão oculto onde os estudiosos estavam secretamente estudando um Poneglyph. Sabendo disso, Spandine contatou imediatamente o Quartel General da Marinha, o que levou a uma discussão entre Clover e os Gorosei, que culminou com Clover levando um tiro e ficando gravemente ferido. Após a discussão, os Gorosei ordenaram que os marinheiros ativassem o Buster Call. Eles atiraram na Árvore do Conhecimento, deixando-a em chamas enquanto os estudiosos tentaram desesperadamente salvar os livros.

Enquanto isso, entre o caos, Robin finalmente se reuniu com Olivia. À primeira vista, Olivia tentou mentir para salvar Robin de ser rotulada como filha de uma criminosa; no entanto, ela finalmente cedeu e abraçou Robin. O reencontro foi de curta duração já que os marinheiros bombardearam incansavelmente a ilha com os seus navios de guerra. Saul chegou e tentou salvá-las, mas Olivia decidiu ficar e disse para Saul deixar a ilha com Robin.

Correndo em direção à praia, Saul foi encontrado por alguns dos navios da Marinha, que dispararam neles, irritando Saul. Ele destruiu alguns navios até que ele foi parado por Kuzan. Depois de uma breve discussão sobre justiça que foi interrompida pelo vice-almirante Sakazuki, que ordenou que seus homens disparassem no navio de evacuação, onde estavam os habitantes de Ohara. Saul tentou fugir com Robin, mas Kuzan acabou congelando Saul usando os poderes de sua fruta do diabo. Robin, horrorizada com o que aconteceu, fugiu de Kuzan, e acabou virando alvo dos marinheiros. Ela chegou à praia do outro lado da floresta, onde Kuzan tinha um pequeno barco para Robin escapar e um caminho de gelo que leva à próxima ilha. Ele lhe disse que a estava deixando ir, mas avisou-a que ele não era seu amigo e que ele iria atrás dela se ela se tornasse uma criminosa. Robin então pegou o barco e escapou de Ohara.[6]

ConsequênciasEditar

Esse incidente abalou o mundo de tal forma que Ohara foi apagada do mapa. Robin recebeu uma recompensa de Bsymbol79.000.000 com apenas 8 anos de idade e foi demonizada pelo Governo Mundial. Para encobrir o Buster Call e a verdadeira razão para Robin receber uma recompensa, disseram que ela afundou cinco navios da Marinha e o clã de Ohara estava procurando conhecimento proibido para destruir o mundo. Robin permaneceria em fuga durante vinte anos. Cada grupo que ela tentasse se unir mais tarde a trairia e ela escaparia. Ela acabou permanecendo com os Piratas do Chapéu de Palha. Robin ainda estava determinada a descobrir o que aconteceu durante o Século Perdido e continuou a estudar os Poneglyphs.

ReferênciasEditar

  1. One Piece Mangá — Vol. 36 Capítulo 344 (p. 16).
  2. One Piece Mangá — Vol. 38 Capítulo 359 (p. 11).
  3. One Piece Mangá e Anime — Vol. 41 Capítulos 391397 e Episódios 275278, o passado de Robin e a verdade sobre o que aconteceu com Ohara.
  4. One Piece Mangá e Anime - Vol. 41 Capítulo 393 (pág. 1-6) e Episódio 276, Robin conta a Saul sobre sua mãe.
  5. 5,0 5,1 One Piece Mangá e Anime - Vol. 41 Capítulo 393 e Episódio 276.
  6. One Piece Mangá e Anime - Vol. 41 Capítulo 397 e Episódio 378, Saul morre e Robin escapa.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.