FANDOM



O Lar dos Cordeiros era um orfanato situado em Elbaf, dirigido pela freira Carmel, e foi onde Charlotte Linlin ficou quando era criança, 63 anos atrás.[1] Após o incidente com Linlin, os moradores do Lar dos Cordeiros mudaram-se para outra ilha (mais tarde chamada de Ilha Whole Cake), onde os gigantes construíram outra casa com o mesmo design.[3][4]

O orfanato também foi usado por Carmel para atrair crianças para seu comércio de órfãos, que atuava no Submundo[5]

Visão GeralEditar

O Lar dos Cordeiros era um orfanato onde crianças de qualquer raça podiam se abrigar, independente das circunstâncias que as levassem a não ter sua própria casa, e ficavam sob os cuidados da Mãe Carmel. Os moradores vão desde um ex-príncipe que foi derrubado, crianças vendidas para a escravidão devido à pobreza, até crianças problemáticas que foram abandonadas por pais que não podiam lidar com elas.[6]

Mãe Carmel recebia os órfãos de braços abertos para, secretamente, vender os mais promissores deles a cada dois anos para o Governo Mundial, que por sua vez os criavam para serem Marinheiros ou agentes da Cipher Pol.[5]

Design e LayoutEditar

Elbaf Sheep's House

O Lar dos Cordeiros original, em Elbaf

O Lar dos Cordeiros é uma imensa cabine de piso único. Construído para o tamanho de gigantes, até mesmo as janelas são mais altas que o alcance dos moradores comuns, e nas portas há portas menores para seu uso. Assim como acontece com muitas casas da aldeia de Elbaf, a frente do telhado tem uma figura de proa de animal; neste caso, um cordeiro.[6]

MoradoresEditar

Lar dos Cordeiros
Carmel Portrait Young Linlin Portrait Pandora Portrait Sheep's House Kid 1 Sheep's House Kid 2
Carmel  Charlotte Linlin  Pandora  ?????  ????? 
Sheep's House Kid 3 Sheep's House Kid 4 Sheep's House Kid 5 Sheep's House Kid 6 Sheep's House Kid 7
?????  ?????  ?????  ?????  ????? 


Outros MoradoresEditar

HistóriaEditar

Cerca de um século atrás, uma freira chamada Carmel salvou vários gigantes que pertenciam aos Piratas Guerreiros Gigantes de serem executados pelos marinheiros , alegando que os céus queriam a paz entre as raças, e que matar os gigantes resultaria em uma guerra com Elbaf.[8] Ela se ofereceu para cuidar deles, e em seguida fundou o Lar dos Cordeiros — um lar para toda e qualquer criança perdida, independente de sua raça, situada em Elbaf como uma ponte de amizade. Esses atos renderam a Carmel o título de "Santa Mãe", e sua história se espalhou pelo mundo.[6] Mas na verdade, toda essa generosidade de Carmel era somente um ato colaborativo com o governo, para que ela conseguisse ganhar a confiança dos gigantes e se infiltrar em Elbaf, onde ela criaria o Lar dos Cordeiros para cuidar das crianças, e vender os promissores para o governo a cada dois anos.[5]

Trinta e sete anos depois, os pais de Charlotte Linlin a deixaram aos cinco anos de idade em Elbaf, após ela ter sido exilada por suas ações destrutivas e incontroláveis, e esperavam que a "Santa Mãe" pudesse cuidar dela.[9] Quando Linlin chegou ao Lar dos Cordeiros, ela foi recebida pela Mãe Carmel, que a acolheu.[6] No entanto, durante a permanência de Linlin, sua força anormal e ingenuidade a colocaram no centro de vários acidentes, que causaram muitos danos aqueles ao seu redor, porém Carmel a perdoou, e pediu que os outros fizessem o mesmo, pois ela não tinha más intenções.[10]

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.