FANDOM


Poneglyphs são misteriosas estelas com a história inscrita nelas na forma de cartas antigas. Eles estão espalhados entre as ilhas do mundo, e diz-se que a única pessoa que resta no mundo que pode lê-los é Nico Robin.[3]

Aparência e Tipos

Poneglyphs são enormes estelas em forma de bloco feitas de um tipo de pedra indestrutível.[4] Eles têm textos escritos em uma língua antiga esculpida neles. Há um total de três tipos de Poneglyphs espalhados pelo mundo; Históricos, Instrucionais e os Road Poneglyphs:

  • "Poneglyphs Históricos" revelam pedaços de história antiga, bem como mensagens escritas por pessoas antigas.
  • "Poneglyphs Instrucionais" contém instruções e/ou pistas sobre os locais dos Poneglyphs Históricos.[5]
  • "Road Poneglyphs" (ロード歴史の本文ポーネグリフ Rōdo Pōnegurifu?, significa literalmente "Caminho do Texto da História") detalham um local. Os locais combinados por todos os quatro Road Poneglyphs permitem localizar Raftel.[6]

Poneglyphs Históricos e Instrucionais são de cor azul escuro, enquanto os Road Poneglyphs são de cor vermelho profundo.

Visão Geral

Os blocos não têm poder real, no entanto, as palavras escritas têm o poder de mudar o mundo.

Cada um conta uma parte da história oculta do mundo. Esta história inclui também a menção de três armas de destruição em massa: Pluton, Poseidon e Uranus. Aos olhos do Governo Mundial, eles são artefatos perigosos, e apesar de declarar as pedras perigosas por causa das armas, a realidade é que os ideais do reino destruído escritos sobre algumas das pedras são muito mais perigosos do que qualquer uma das armas. OS Road Poneglyphs são procurados por várias organizações interessadas nos artefatos encontrados em Raftel, a ponto de dois dos Yonkou, Charlotte Linlin e Kaido, terem a posse de um Road Poneglyph.[7]

Mantenha teus motivos no coração, de boca fechada. Nós somos aqueles que narrarão a história com o toque do grande campanário.
— Palavras inscritas nas ruínas de Shandora.


As pedras são deixados sob os cuidados dos descendentes dos antigos, como visto em ambos Alabasta e Shandora. O Poneglyph de Shandora era um tesouro guardado a sete chaves pela Tribo Shandia, que sentiam um profundo vínculo com ele (por esse motivo é que se construiu um grande campanário em torno dele), que foi transmitido até os dias de hoje, onde os descendentes daqueles que lutaram e morreram para proteger ainda colocam suas vidas em risco para recuperá-lo, juntamente com a sua terra natal, apesar de terem esquecido a existência do próprio Poneglyph. Eles ainda valorizam muito o que ele representa, tanto que o chefe da tribo Shandia se pôs a chorar abertamente ao ouvir que se haviam cumprido os desejos de seus antepassados, passando suas informações a Nico Robin, e assim libertando-os do seu fardo de séculos.

Ao contrário do Poneglyph de Shandora, que era guardado por seu povo que vigiava e protegia as informações contidas nele, é deixado claro que a natureza oculta do Poneglyph de Alabasta tinha intenção de ocultar sua existência das pessoas, e não protegê-lo, já que Alabasta é uma afiliada das nações afiliadas do Governo Mundial contra os criadores do Poneglyph. Isso foi deduzido por Nico Robin durante sua conversa com o rei de Alabasta, Nefertari Cobra, quando ela zomba e repreende sua declaração sobre a carga hereditária da monarquia para "proteger" a pedra, embora que o mesmo desconheça os profundos motivos ou razões de sua ocultação decidida muito antes de seu tempo.

No entanto, apenas quando a pedra foi lido por alguém disposto a levar leitura do texto aos confins do mundo, será permitido que aqueles que vigiam o texto estejam livres de sua função. A fim de evitar que esses fatos históricos sejam perdidos para sempre, eles foram esculpidos em um tipo de pedra indestrutível, o Poneglyph. Independentemente disso, investigar e decifrar o Rio Poneglyph é o objetivo final de Nico Robin, no entanto isso trouxe muita atenção indesejável.

Conseguiu inferir a passagem dos Poneglyphs porque ele podia ouvir "a voz de todas as coisas", e assim descobriu a verdade acerca do Século Perdido juntamente com sua tripulação; No entanto, Silvers Rayleigh observa que eles podem ter interpretado incorretamente, já que não possuíam o intelecto de Clover ou dos outros estudiosos de Ohara.

A Família Kozuki transmitiu o conhecimento de como ler Poneglyphs dentro de sua família até a geração de Kozuki Oden. Também membro da tripulação de Roger, Oden viajou para Raftel com ele e, como Roger, conseguiu decifrar o Rio Poneglyph.

Lista de Poneglyphs Conhecidos

Até agora, Poneglyphs pode ser dividida em quatro tipos que lidam com o conhecimento que eles contêm: 'História' , 'Instruções' , 'Caminho' e 'Pessoal' .

Localização Conteúdo Imagem
Poneglyphs Históricos -
Ohara Localizado ne Ohara, este Poneglyph inclui informações sobre o Século Vazio, incluindo o nome da civilização perdida, embora ainda não foi dito. Ohara Poneglyph
Poneglyphs de Instrução
Alabasta; dentro da Túmulo dos Reis em Alubarna. O Poneglyph supostamente diz o local de Pluton. Nico Robin nunca quis dar a Crocodile a arma antiga, por isso ela mentiu, dizendo a história da terra que não é encontrada no Poneglyph. Alabasta Poneglyph
Shandora; ruínas. Texto antigo, um Poneglyph está inscrito em uma parede que Robin encontrou dentro de um conjunto de ruínas no Jardim Superior e são instruções. No entanto, ela não se referem a ele como um Poneglyph assim não se sabe se ele é considerado um. Shandora Ruins Poneglyph
Campanário de Ouro de Shandora O Poneglyph fazia parte do Campanário de Ouro de Shandora e revelou a Robin outro segredo escuro. Este Poneglyph falou a localização de outra arma antiga, Poseidon, que é mais tarde revelou ser na Ilha dos Homens-Peixe, a princesa sereia Shirahoshi. Skypiea Poneglyph
Poneglyphs do Caminho
Zou; Dentro da Árvore Baleia Esta Poneglyph está localizada dentro da árvore em forma de baleia na Floresta da Baleia. Ela tem uma cor vermelho escuro. Inuarashi afirma que a cor indica um propósito diferente do que os outros Poneglyphs. É revelado que ela é uma das "Poneglyps do Caminho" que, quando a informação é combinada com os outros três, pode mostrar a localização de Laftel. Zou's poneglyph
Sobre a Jurisdição dos Piratas da Big Mom Esta "Poneglyph do Caminho" está atualmente na posse de Charlotte Linlin e sua tripulação. Ela ainda não foi mostrada.
Sobre a Jurisdição dos Piratas das Feras Esta "Poneglyph do Caminho" está atualmente na posse de Kaido e sua tripulação. Ela ainda não foi mostrada.
Desconhecido Esta "Poneglyph do Caminho" é considerada perdida. Ela ainda não foi mostrada.
Poneglyphs Pessoais
Ryugu; Esta Poneglyph está localizada nos bosques de trás da Floresta do Mar no Reino Ryugu. Robin acreditava que a Poneglyph na Ilha dos Homens-Peixe pode deter a informação vital para a compreensão do século Vazio. Quando ela o encontrou, ela observou que era diferente dos outros poneglyphs que ela havia encontrado. Lia-se mais como uma carta de desculpas do que um texto histórico. A mensagem foi escrita por um homem da superfície conhecido como "Joy Boy". Na mensagem, ele está pedindo desculpas ao povo da Ilha dos Homens-Peixe por quebrar sua parte de uma promessa, que envolveu a Ilha dos Homens-Peixe para realizar o propósito de Noah. Ryugu Poneglyph
Poneglyphs com propósito desconhecido
Desconhecido Enquanto ela era pré-adolescente, Robin encontrou uma Poneglyph em uma área arborizada. Sua localização exata não foi revelada, a Poneglyph não foi nomeada e seu conteúdo é desconhecido. Unknown Poneglyph
Ruínas Costeiras Esta Poneglyph foi encontrada por moradores que mostraram a Jinbe depois que Wadatsumi jogou algumas ruínas submarinas para a terra. Depois de Jinbe e Wadatsumi a verem, eles levaram a Poneglyph com eles. Coastal Ruins Poneglyph

Rio Poneglyph

De acordo com Robin, o Rio Poneglyph (真 の 歴史 の 本文 (リオ · ポーネグリフ) Rio Pōnegurifu?, Traduzido literalmente como "Verdadeiro Texto da História") é a mensagem transportada por todos os Poneglyphs ao longo da Grand Line.Ele contém a verdadeira história do mundo One Piece (incluindo o "Século Vazio", de que a pesquisa é proibido). Para encontrá-lo, deve-se tomar todas as outras passagens das outras Poneglyphs com eles em suas viagens, e isso só é concluída após atingir o fim do mundo, em outras palavras, a ilha Raftel Gol D. Roger. parecia ter realizado essa tarefa, de acordo com Rayleigh, embora seja incerto se os outros membros dos Piratas do Roger (e Shanks,Buggy) conhecer a história do mundo. De acordo com Tamago o Rio Poneglyph é composto por nove Poneglyphs.[8]

História

Gravação do Século Vazio

As pedras foram escritas para preservar os acontecimentos do Século Vazio. Após o Século Vazio terminou, as pedras foram deixadas na tutela dos descendentes dos antigos, que os protegem de pessoas que buscam destruí-los.O Governo Mundial, em uma tentativa de encobrir os 100 anos anteriores tornou um crime global para pesquisar e decifrar Poneglyphs.

A Tentativa de Gol D. Roger

Eu vim aqui e vou levar esta passagem para os confins do mundo.
— Gol D. Roger

Roger conseguiu seguir com sucesso o caminho da Poneglyphs e decifrar seus significados, deixando pelo menos uma mensagem ao longo do caminho para encorajar outros a seguir o seu caminho. No entanto, sua tripulação, embora conhecessem a verdadeira história, optou por não despertar nenhuma das armas antigas.

Os Demônios de Ohara

Os pesquisadores em Ohara decidiu estudar suas ilhas Poneglyphs na tentativa de descobrir a história que falta no mundo. No entanto, eles foram limitados pela maior falta de acesso e conhecimento do Poneglyphs e enviou pesquisadores para encontrar mais informações sobre eles , sabendo que o estudo das Poneglyphs foram ilegais.

Nico Olvia,juntamente com trinta e três outros arqueólogos,partiu para o mar.Infelizmente, sua tentativa falhou e eles foram interceptados pela Marinha deixando apenas Olvia como o único sobrevivente . A bordo do navio que encontraram informações que permitiu que os marinheiros para traçar as origens da Olvia volta para Ohara e unidade CP9 foi enviado para investigar.O Governo Mundial sempre foi contra os estudiosos por causa de seu conhecimento, mas pesquisando os Poneglyphs significava que tinha uma desculpa para agir contra eles.

Olvia escapou dos Marines , graças à ajuda de Jaguar D. Saul e conseguiu voltar para Ohara no tempo para avisar seus companheiros sobre os marinheiros indo o seu caminho . No entanto, CP9 já havia chegado na ilha e um ataque de Buster Call.Chamada iniciada após Clover revelou que ele tinha descoberto o conhecimento detido pela Ohara Ilha Poneglpyh.Ohara foi destruída , acabando com toda a ilha e todos os seus habitantes,com exceção de Nico Robin,que conseguiu fugir no processo , deixando o destino do Ohara Poneglyph um completo mistério .

Durante seu tempo na corrida, Robin era conhecido por ter decifrado pelo menos uma Poneglyph e pesquisado constantemente em encontrar outros.

Alabasta

Crocodile alvo a Alabasta Unido por causa de sua Poneglyph, que era conhecido por conter informações sobre o paradeiro de Pluton. Ele então passou sobre a criação do sindicato Baroque Works em uma tentativa de derrubar o Alabasta Unido e reivindicar Pluton.Ele empregou Robin para ler o Poneglyph de Alabasta.

Quando Robin finalmente tive a chance de ler este Poneglyph, no entanto, Robin mentiu sobre o seu conteúdo, o que causou Crocodile a se voltar contra ela.Devido à batalha entre Monkey D. Luffy e Crocodile,quando a luta terminou o túmulo real onde a Poneglyph foi realizado tornou-se instável e começou a desmoronar ao seu redor.Robin foi salvo por Luffy, juntamente com o rei Nefertari Cobra, no entanto o Poneglyph foi sepultado no processo.

Skypiea

Robin viajou com os chapéus de palha, alegando Luffy foi responsável por sua existência. Durante o tempo que ela viajou com os Piratas do Chapéu de Palha para Skypiea, onde foram realizadas mais duas Poneglyphs.O primeiro realizou os detalhes de onde encontrar o segundo, o segundo continha detalhes sobre Poseidon e uma mensagem escrita por Gol D. Roger dizendo mais pesquisadores para manter daqui para frente. Segundo Gan Fall, ele não tinha idéia de como Roger conseguiu chegar à Poneglyph em cima de Gigante Jack ou quando ele fez a própria façanha.Robin informou o Shandia que seu dever de proteger a pedra tinha acabado e os libertou de sua carga ancestrais no processo. No entanto,Robin tinha mais perguntas do que respostas sobre Gol D. Roger próprio.

Encontrando Rayleigh

Durante o Arco Arquipélago Sabaody, o imediato de Gol D. Roger, Silvers Rayleigh, mencionou Robin durante reunião dos Chapéus de Palha com ele que ele sabe o que o Século Vazio é resolvido e os mistérios dos Poneglyphs.Ele admite que dizer o que é que iria tirar o impacto ou a quaisquer interpretações da história perdida. Ele diz Robin para procurar os Poneglyphs e tirar suas próprias conclusões a respeito da história. Ele ofereceu Robin a oportunidade de ouvir as informações dele, no entanto, ela se recusou a oferta e preferiu continuar a encontrar as Poneglyphs para si mesma.

Diferença entre Anime e Mangá

O primeiro objeto a ser efetivamente reconhecido como um Poneglyph foi visto em Alabasta no Episódio 123.

No entanto, outro Poneglyph foi visto no episódio 102, este também em Alabasta, quando Luffy,Zoro e Chopper estavam perdidos no deserto e caiu por cima de uma ruína antiga onde um Poneglyph foi visto semi-enterrados na areia.Não tem qualquer significado para a série, uma vez que foi encontrado em um episodeo enchimento

Curiosidades

Referências

  1. One Piece Mangá e Anime — Vol. 22 Capítulo 202 (p. 18) e Episódio 102, Robin encontra o Poneglyph de Alabasta.
  2. One Piece Mangá e Anime — Vol. 82 Capítulo 818 (p. 13) e Episódio 770, Nekomamushi revela que o Clã Kozuki criou os Poneglyphs.
  3. One Piece Mangá e Anime — Vol. 41 Capítulo 398 (p. 3) e Episódio 278, Robin é declarada um alvo de alta prioridade do Governo Mundial como a única pessoa viva que pode ler os Poneglyphs.
  4. One Piece Mangá e Anime — Vol. 41 Capítulo 395 (p. 6) e Episódio 277, Clover afirma que os Poneglyphs são indestrutíveis.
  5. One Piece Mangá e Anime — Vol. 32 Capítulo 301 (p. 13) e Episódio 194, Robin detalha o objetivo dos Poneglyphs Históricos e Instrucionais.
  6. One Piece Mangá e Anime — Vol. 82 Capítulo 818 (p. 4-7) e Episódio 769, Inuarashi explains the purpose of the Road Poneglyphs.
  7. Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas um
  8. One Piece - Capítulo 846, Tamago dá mais informações acerca dos Poneglyphs.

Navegação do Site

[v · e · ?]
História
Eventos Importantes: Batalha de Edd War  •  Incidente de Ohara  •  Conquista das Quatro Nações  •  Batalha de Marineford
Literatura: Jornal  •  Brag Men  •  Noland, o Mentiroso  •  Rainbow Mist, Volume I ao VIII   •  Enciclopédia das Akuma no Mi  •  Sora, o Guerreiro do Mar
Figuras Significativas
Arqueologistas: Demônios de Ohara (Nico Robin  •  Professor Clover  •  Nico Olvia  •  Rint  •  Zadie  •  Roche  •  Busshiri  •  Hack  •  Gram  •  Hocha)
Exploradores e Pioneiros: Montblanc Noland  •  Fisher Tiger  •  Louis Arnote  •  Jew Wall
Piratas: Gol D. Roger  •  Kaido  •  Silvers Rayleigh  •  Fisher Tiger  •  Shiki  •  Capitão John  •  Edward Newgate  •  Vander Decken  •  Chinjao  •  Piratas Nox
Marinheiros: Sengoku  •  Monkey D. Garp  •  Vegapunk  •  Kong
Líderes/Realeza: Monkey D. Dragon  •  Calgara  •  Tom  •  Oars  •  Shirahoshi  •  Otohime  •  Vinsmoke Judge  •  Kozuki Oden
Misc.: Rob Lucci  •  Ryuma  •  Jigoro  •  Joy Boy  •  Mousse  •  Herb  •  Seto  •  Pantri  •  Kashigami  •  Rocks
Século Perdido
Armas Ancestrais: Pluton  •  Poseidon  •  Uranus
Artefatos: Poneglyph  •  Sino Dourado de Shandora  •  Noah  •  Trono Vazio
A Grande Guerra: Governo Mundial  •  Grande Reino  •  Shandia  •  Família Kozuki
Artigos Relacionados
Lista de Arcos: Arco Alabasta  •  Arco Jaya  •  Arco Skypiea  •  Arco Water 7  •  Arco Enies Lobby  •  Arco Arquipélago de Sabaody  •  Arco Marineford  •  Arco Ilha dos Homens-Peixe  •  Arco Dressrosa  •  Arco Zou
Locais: Loguetown  •  Túmulo dos Reis  •  Water 7  •  Árvore do Conhecimento  •  Ohara  •  Shandora  •  Mary Geoise  •  Raftel  •  Floresta do Mar  •  Distrito Homem-Peixe  •  País de Wano
Outros: Vontade de D.  •  Nova Era  •  Linha do Tempo
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.